Localizações do Fuse®

Apresentação do Fuse®
Full Spectrum Endoscopy

A colonoscopia salva vidas. Contudo, a verdade é que os colonoscópios de visualização frontal (“forward-viewing”) tradicionais (TFV) não detectam muitos pólipos pré-cancerosos. O Full Spectrum Endoscopy (Fuse®) está revolucionando a colonoscopia ao oferecer uma visão de 330° do cólon, quase o dobro da visão dos colonoscópios de visualização frontal Um estudo publicado recentemente no The Lancet Oncology revelou que o Fuse encontrou 76% a mais de pólipos que os colonoscópios de visão frontal.

 

Clique aqui para visualizar o Estudo do The Lancet
Slide background
Slide background


O que torna a colonoscopia Fuse® única?

Há vinte anos que não surgia uma inovação real no exame médico conhecido como colonoscopia. Até hoje, os endoscópios tradicionais ofereciam aos médicos um campo de visão limitado de 170 graus. O Fuse Full Spectrum Endoscopy é revolucionário pois oferece um campo de visão completo de 330 graus, fazendo com que o seu gastroenterologista consiga ver mais do cólon e, por conta disso, detectar mais pólipos pré-cancerosos.

Campo de visão do Fuse®

VERSUS

Campo de visão tradicional

O que influentes médicos e pacientes estão falando sobre…

Seja em grandes hospitais e organizações de saúde nacionais até menores clínicas privadas e centros ambulatoriais, o Fuse proporcionou aos gastroenterologistas uma visão de primeira classe, para que possam detectar pólipos pré-cancerosos antes de se tornarem perigosos.

Insista com a colonoscopia Fuse®

A inovação é difícil. Há 20 anos, médicos têm usado a mesma tecnologia antiga – analisando o cólon usando viseiras. Há uma razão para se levar para o lado negativo o comentário de que uma pessoa tem uma “visão em túnel”. Quando a sua visão é limitada, você acaba deixando algo passar despercebido. Algo potencialmente importante. Por isso, os inovadores na EndoChoice® quiseram criar uma tecnologia que remova as viseiras, para que os médicos pudessem ver o que não conseguiam ver por 20 anos. Nós vimos muitas pessoas que amamos serem diagnosticadas com câncer de cólon. Não podíamos ficar esperando que alguém desenvolvesse uma tecnologia eficaz para encontrar pólipos. O câncer é muito grave para que permaneça sem detecção.

De acordo com a Cancer Research UK, o câncer colorretal (CCR) é a terceira forma de câncer mais comum em todo o mundo, com mais de 1.360.000 novos casos diagnosticados em 2012. O CCR é a quarta causa mais comum de morte por câncer em todo o mundo, com cerca de 694.000 mortes em 2012.